6 formas de acabar com as traças

casa-traças-livros-velhos-blog-seleções

Não há nada mais irritante do que fazer a arrumação (e reorganização) anual da estante de livros e ver seus queridos filhos ­­– sim, porque pra mim eles são como filhos – arruinados pelas traças. É desesperador, mas nada está perdido nessa vida.

O clima quente e úmido transforma as casas em criadouros de traças. As traças fêmeas, insetos pequenos e de um marrom prateado (deu para visualizar?), colocam os ovos, que parecem grãos de arroz, em lugares escuros, quentes e minimamente úmidos, e as larvinhas se alimentam de fibras naturais nas roupas, nos tapetes e nos livros. Pois acabe com a festa delas já!

Não é preciso jogar os livros nem as roupas fora. Antes que você corra até o telefone a fim de ligar para a dedetizadora e morra numa grana estupenda que talvez você nem tenha, dê uma olhadinha aqui no que você pode fazer para acabar com as traças. Você também pode aproveitar e arrumar os armários para livrar suas roupas dessas bichinhas horrendas, hein!

  • Deixe as janelas abertas sempre que puder para permitir a circulação de ar.

  • Mantenha quaisquer roupas de segunda mão em plásticos até podem lavá-las bem.

  • De dia ao ar livre, sacuda as roupas uma vez por mês para desalojar as larvas, que vivem mais ou menos por três semanas. Bata tapetes e almofadas da mesma forma. O atrito destrói os ovos, e as larvas se soltam à luz do sol.

  • Aspire as roupas para retirar os ovos das fibras. Lembre-se de descartar o saco de poeira. Aspire carpetes com regularidade, especialmente atrás de equipamentos que aquecem e embaixo das camas.

  • Traças adoram tecidos sujos. Assim, sempre lave bem as suas roupas na máquina (o ideal é que a água esteja acima dos 45 graus, para matar as larvas) ou lave a seco antes de guardá-las. Uma vez limpas, coloque as suas roupas favoritas em sacos plásticos selados.

  • Tente usar repelente químicos. Naftalina funciona, mas só se for colocada num local onde o gás liberado possa chegar a uma alta concentração. Na maior parte das vezes, o cheiro também entranha nas roupas. Tente soluções mais naturais, como cedro. Você pode comprar blocos ou raspas de cedro, ou cabides e bolinhas de cedro em lojas especializadas ou on-line.

Por falar em soluções naturais, que tal produzir você mesmo sachês de ervas super cheirosos? Cravo-da-índia, folhas de louro, eucalipto, alfazema, camomila, pau de canela esmigalhado e hortelã-pimenta são armas úteis no combate a traças. Para uma eficácia maior, aperte o sachê de vez em quando ou dê uma sacudida para exalar mais perfume.

Esse sachê foi retirado do O livro completo das ervas. Veja do que você precisa para fazer um sachê antitraça de 13 cm de diâmetro:

casa-traça-sachê-antitraça2 quadrados de 15 cm de organza bordada ou lisa, algodão ou brocado
Lápis de ponta fina
Linha de máquina
Ervas e especiarias secas (use um mix das ervas mencionadas acima)
Tesoura para picote
Fita para a alçaBotão pequeno ou decorativo (opcional)
Pedaços de feltro em duas tonalidades (opcional)
Linha de algodão para bordado (opcional)

1 Com uma xícara ou pires do tamanho apropriado, risque suavemente um círculos de 10 cm de diâmetro no centro de um dos quadrados. Se estiver usando organza bordada ou brocado, tente mantes o motivo ou bordado dentro do círculo.

2 Coloque o segundo quadrado sob o primeiro, avesso sobre o avesso. Costure sobre o risco, deixando uma abertura de 4 cm para o enchimento. Arremate a costura pelo lado de dentro com capricho (lembre-se de que você está trabalhando do lado direito do tecido).

3 Com a tesoura para picote, apare o tecido ao redor do círculo, deixando 1,5 cm de margem de costura.

4 Encha o sachê com as ervas antitraça, usando um funil ou cone de papel. Não encha demais.

5 Costure a abertura com capricho. Se quiser uma alça, coloque as pontas de uma fita dentro da abertura e costure junto. Arremate a costura.

Use vários sachês. Quanto mais forte a fragrância, maior a proteção contra as traças.

8 produtos de limpeza naturais feitos em casa!

A maioria dos produtos de limpeza que compramos no supermercado contém um monte de substâncias irritantes. Por causa disso, o resultado da faxina quase sempre significa casa cheirosa e dona de casa com a pele da mãos ressecadas, unhas enfraquecidas e não raro dores de cabeça por causa da mistura de cheiros fortes. E quem é alérgico sofre ainda mais: mesmo que não manipulem os produtos de limpeza, a aplicação na casa pode afetar os mais sensíveis (e nenhuma mãe quer isso para o seu filho, não é?).

Se por um lado não podemos simplesmente descartar os produtos de limpeza da rotina doméstica, por outro a oferta de produtos de limpeza naturais têm crescido. Isso é ótimo, só que nem sempre é econômico.  Em geral, os produtos de limpeza “naturais” vendidos em lojas especializadas e supermercados custam bem mais caro que os convencionais.

Mas quem disse que você precisa gastar uma fortuna com eles? Com apenas alguns reais você pode fazer os seus produtos de limpeza em casa e proteger não só a saúde da sua família, mas também o meio ambiente! 

Produtos de limpeza naturais

Desengordurante: Misture uma xícara de suco de limão e uma xícara de água.

Pasta para limpeza geral: Misture uma xícara de bicarbonato de sódio com água suficiente para formar uma pasta.

Removedor de manchas: Coloque uma colher de chá de vinagre branco ou de bicarbonato de sódio na máquina de lavar roupas.

Limpador de vaso sanitário: Coloque uma xícara de vinagre no vaso sanitário, deixe agir durante a noite e esfregue com uma escova apropriada no dia seguinte.produtos-de-limpeza-naturais-vidro

Lustra-móveis e assoalhos: Misture duas partes de óleo vegetal e uma parte de suco de limão. Nos móveis de couro, utilize uma xícara de vinagre misturada com uma xícara de óleo de linhaça.

Limpadores de metal (latão e cobre): Utilize uma pasta feita com suco de limão misturado com sal ou metade de um limão coberta de bicarbonato de sódio. Acredite ou não, ketchup quente aplicado com um pano também limpará esses metais.

Limpador de vidro: Misture uma parte de vinagre e uma parte de água.

Limpador de tapete: Experimente esfregar um pouco de bicarbonato de sódio nas manchas úmidas ou bicarbonato de sódio dissolvido em água nas manchas secas.

Com esses truques, você vai limpar sua casa de um jeito simples, barato e ecologicamente correto.

Casa de madeira: conheça o projeto e suas vantagens

Valor médio do m² gira em torno de R$ 850 e habitação fica pronta em menos de um mês.

Construir uma nova casa pode ser caro e trabalhoso, já que envolve muita coisa como a compra de um terreno, a contratação de uma arquiteta para a produção do projeto e, por fim, a obra. Uma boa alternativa são as casas de madeira pré-moldadas. Elas caem bem em qualquer região e em qualquer clima.

Aconchegante, este tipo de imóvel é construído rapidamente e projetado com o gosto do cliente. São muitas opções e o valor cobrado varia de acordo com o desenho e tamanho da casa. Segundo Rodolfo Dias, vendedor da empresa BonCasa, a casa já é construída na fábrica e vai pré-moldada para o local de instalação. Um projeto de 100 m² é finalizado em apenas 15 dias.

“A casa é agradável, no inverno ela é quente e no verão se torna fresca. (O cliente) pode montar do jeito que quiser e, se um dia quiser aumentar, é fácil de fazer por ser uma obra limpa e sem muita sujeira”, diz Dias.

imoveis_casa_madeira1 (Foto: Divulgação)

Casa com varanda pode ficar um pouco mais cara.

Toda parte estrutural, além das paredes, é feita em madeira de lei, Peroba ou Grápia, e com acabamento em cedrinho. As paredes têm sistema de painéis, revestidas com lambri. O assoalho de madeira é colocado nas salas, quartos e corredores. O que fica por conta do comprador são os azulejos da cozinha e do banheiro. A empresa entrega, ainda, a casa envernizada, com portas, janelas, telhas e manta térmica.

Um ponto interessante é que o valor da obra, dificilmente, sai do preço inicial e do tempo indicado para construção.

“O cara que compra a nossa casa já sabe quanto vai gastar no final da obra. Ele consegue ter um controle melhor dos gastos. Em até três meses a casa está pronta”, afirma Dias.
Segundo Dias, atualmente o público que mais procura por este tipo de imóvel é da classe A, mas é viável para qualquer pessoa. Existem projetos com preço a partir de R$ 18.300 para uma moradia de 18 m². Uma casa de 150 m² custa R$ 101.450. O valor médio do m² gira em torno de R$ 850.

“O nosso cliente procura um produto nobre e tem um terreno um pouco maior. Nós atendemos em qualquer região, seja praia, cidade ou campo”, diz o vendedor.
Por ser um isolante térmico natural, a madeira dificilmente provoca incêndios, segundo Dias. O conforto é percebido através da manutenção da temperatura em qualquer época do ano. A capacidade da madeira de absorver calor é dez vezes menor do que o cimento e 40 vezes menor que o tijolo.

Já sobre os cupins, é recomendável que o solo da construção seja imunizado. Mesmo assim, a madeira utilizada é de boa qualidade, com resistência natural ao cupim, segundo o atestado do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

Manutenção – Por lei, as empresas são obrigadas a dar cinco anos de garantia em caso de problemas estruturais. A manutenção que o proprietário deve fazer para manter a casa bem conservada é simples e não exige mão de obra especializada.

A cada dois anos é necessário passar uma lixa para tirar o brilho do verniz e aplicar uma nova mão na parte externa, por conta da incidência de raios solares na madeira. O verniz utilizado é o marítimo, que possui filtro solar e aguenta grandes pancadas de chuva em sua estrutura.

Na parte interna da casa é aconselhado que o mesmo procedimento seja executado de quatro a seis anos após a primeira aplicação.

Na parte da limpeza interna, de pisos e paredes, Dias diz que o melhor a se fazer é passar um pano úmido pela casa.

Além da construção – O proprietário fica responsável por toda a parte hidráulica do imóvel, além e outros itens. Veja a lista de coisas que não estão inclusas nos projetos da BonCasa:
Parte elétrica, hidráulica, alvenaria de banheiro, alicerce de varanda, cozinha e revestimento, material para base, areia, cimento, cal, tijolos, vidros, caixa-d´água, fossa, raspagem de assoalho, sinteco, terraplanagem e compactação do solo, embalsamento do telhado, calhas, rufos, lustres, documentação e aprovação junto ao órgão competente.

Quer saber mais sobre como ter uma casa de madeira? Acesse: http://bit.ly/CasadeMadeiraVantagens

imoveis_casa_madeira3 (Foto: Divulgação)

Conheça o incrível limpador caseiro para móveis

imagem-de-borrifador

Fazer a limpeza dos móveis de madeira de casa é algo muito além apenas de passar um espanador para eliminar o excesso de poeira. Higienizar corretamente a mobília de casa diz respeito a utilizar os produtos certos na medida ideal para deixar tudo limpo e brilhando.

Para isso, nada melhor do que aderir aos métodos naturais e caseiros, os quais são sinônimo de economia no orçamento e não utilização de produtos químicos que, muitas vezes, podem até danificar os móveis.

Assim, nada melhor do que aprender a fazer o limpador de móveis caseiro à base de sabão de coco, água e álcool.

Receita do limpador caseiro de móveis

Ingredientes

  • 1 medida de uma tampa de álcool

  • 1 colher (de chá) de sabão de coco líquido

  • Água

  • 1 borrifador

Modo de preparo e uso

Para preparar, junte todos os ingredientes, misture bem e depois armazene no borrifador.

Já para aplicar, antes, pegue todos os objetos que estejam em cima dos móveis, retire-os e elimine a poeira com um espanador ou aspirador de pó. Depois, aplique o limpador nas superfícies do móvel.

Ao aplicar o produto, você deve esfregar com um pano sobre toda a extensão do móvel e espalhar bem. Depois de aplicado o limpador, passe um pano seco para enxugar o móvel.

Por um sono melhor: 5 dicas para deixar sua roupa de cama conservada

photomania-19dcd8535f44ceffb32cba511195feae

Como lavar e guardar essas peças tão importantes para nossa noite.

Conservar as roupas de cama é importante para garantir maior conforto e horas de sono perfeitas. Deitar depois de um longo dia é uma das sensações mais prazerosas que existem para muitas pessoas.

Confira cinco dicas práticas para prolongar a vida útil dessas peças:

1. Leia a etiqueta

Parece bobagem, mas esse detalhe faz toda a diferença: ali estão informações como a forma correta de lavar aquela peça, se ela pode secar ao sol etc. Tudo isso evita surpresas desagradáveis, como desbotamento, manchas, tecido danificado etc.

2. Separe as peças na hora de lavar

Evite misturar algodão com poliéster, pois este solta bolinhas que ficarão grudadas nas outras peças. E lembre-se da máxima: roupas brancas não se misturam às escuras ou coloridas!

3. Deixe secar apenas o suficiente

Deixe as roupas secarem em ambiente ventilado, ao sol ou na área de serviço, evitando cheiro de mofo. Não deixe demais – a roupa “esturricada” é mais difícil de passar. Para facilitar, dobre a peça assim que tirar do varal.

4. Reforce o cheirinho gostoso

Para prolongar o aroma de limpeza, é possível borrifar água perfumada. Coloque algumas gotas de essência em um borrifador com água e espirre duas vezes nas peças logo depois de tirá-las do varal. 5. Guarde com carinho

Depois de passados, lençóis e fronhas devem ir para o armário. Uma boa dica aqui é colocar as peças limpas por último, para garantir que todo o enxoval seja usado de forma equilibrada no dia a dia. Para facilitar, separe em pilhas diferentes as fronhas, os lençóis de baixo e os de cima. Faltou espaço? Para quem não possui um armário, um baú pode ser usado e ainda dar um charme extra ao ambiente.

E o travesseiro?

Este item tão importante para uma boa noite de sono também tem prazo de validade. Especialistas indicam que o melhor é trocar a peça a cada dois anos para garantir o desempenho e também evitar o acúmulo de ácaros. Nesse sentido, os travesseiros de fibra podem ser lavados, mas devem ser secados à sombra, evitando danificar o material. Já as versões de visco-elástico não podem ser lavadas para não perderem sua forma.

SÃO APENAS 3 INGREDIENTES PARA VOCÊ PRODUZIR ESTE MÁGICO SABONETE CONTRA ACNE E MANCHAS

sabonete-1

A acne geralmente atormenta muitos adolescentes devido às transformações hormonais deste período da vida.

Entretanto, parte da população adulta continua a sofrer com o problema.

Além de causar irritações na pele, a doença muitas vezes afeta a autoestima.

As causas deste problema também podem ser hereditárias: pais que tiveram acne durante qualquer fase da vida, provavelmente, a passarão para os seus filhos.

Seja por problemas hormonais ou genéticos, a doença acomete também mulheres durante o período menstrual.

O estresse também aparece como vilão, simplesmente por ser o responsável por aumentar a produção de cortisol.

No entanto, é sabido que alguns hábitos saudáveis podem melhorar e até erradicar o problema.

O fato é que o segredo para vencer a acne pode estar na alimentação, que tem influência – e muito – na aparição ou propagação da doença.

Uma dieta anti-inflamatória, por exemplo, pode ser a tábua de salvação para os portadores de acne.

O simples fato de não consumir carne com regularidade, por exemplo, pode ajudar.

Basta pensar na quantidade de hormônios presente na carne bovina, suína ou mesmo naquele franguinho grelhado, ovos ou leite.

Além disso, vilões como chocolate, salgadinhos, carboidratos e doces, que contêm muita gordura e açúcares, devem ser evitados.

Lembre-se também de ter uma dieta rica em frutas, verduras, legumes e grãos.

Prefira as proteínas vegetais, contidas, por exemplo, no feijão, lentilha e grão-de-bico.

Você pode consultar uma nutricionista e, junto com ela, elaborar a dieta mais indicada para você.

O ideal é que você mantenha controle total sobre a sua alimentação, pelo menos durante o tratamento da acne.

Manter a mente em ordem é outro grande passo: faça um esporte que lhe agrade para combater o estresse.

Fazer a higiene correta da pele, de acordo com seu dermatologista, e nunca (nunca mesmo!) cutucar as erupções são outras dicas valiosas.

E tudo isso pode ser reforçado com bons tratamentos caseiros, como este que ensinaremos agora.

É um sabonete caseiro que só contém três ingredientes e é muito fácil de fazer.

Ele não só combate acnes e espinhas, como contribui para eliminar manchas e deixar a pele com muito mais vida.

Graças a seu conteúdo de vitaminas, minerais e enzimas, ele é um excelente aliado para combater problemas de pele.

E ele, apesar de diminuir a oleosidade, tem também um efeito hidratante, ou seja, não resseca a pele.

Veja como é simples a receita:

INGREDIENTES

1 copo de vinagre de maçã

Meio copo de água

10 colheres (sopa) de mel de abelha puro (de preferência, orgânico)

5 colheres (sopa) de bicarbonato de sódio

MODO DE PREPARO

Em um recipiente mediano, coloque todos os ingredientes.

Com uma colher, misturar bem todos os ingredientes, até conseguir uma mistura homogênea.

Coloque em fôrmas próprias de sabonete ou, se não tiver, improvise colocando em fôrmas de gelo.

Ponha na geladeira durante toda a noite/madrugada.

No outro outro, quando for tomar banho, passe o sabão caseiro nas áreas onde você que precisam de tratamento e depois enxágue com bastante água.

O sabão se conserva na geladeira.

Este sabonete é totalmente natural.

Então pode usar pelo tempo que quiser, até sua pele esteja suave, limpa e luminosa.

Entenda que, por ser natural, o produto precisa ser usado de forma constante e regular para produzir os melhores resultados.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.

5 DICAS PARA LAVAR SUAS ROUPAS (SEM COMETER GRANDES ESTRAGOS)

unnamed

E aí, é aquele festival de roupas brancas ficando rosa, peça preferida encolhendo, tecidos esgarçando, blusas manchando… Só decepção. A verdade é que, no dia a dia, a gente tem muita pressa pra tudo, mas na hora de lavar suas roupas é bom fazer com cuidado, carinho e com um tempinho de dedicação. Quando a gente compra uma roupa, um dos nossos maiores desejos é que ela dure um bom tempo, certo? Afinal, roupa não é para usar uma vez e jogar fora (lê aqui sobre slow fashion).

Se liga nas dicas básicas e essenciais para lavar suas roupas:

§ Tem que separar

Na correria a gente acaba esquecendo e jogando tudo misturado na máquina, né? Você só se dá conta quando pega aquela peça que um dia foi branca e agora é rosa. Já aconteceu com todo mundo, mas vamos virar esse jogo! Lembre-se de sempre separar as roupas pretas das coloridas e as coloridas das roupas brancas. Esse é o básico! Mas para melhorar, você pode separar as roupas de uso pessoal das roupas de cama, por exemplo. E também é válido que você separe as roupas de acordo com o tipo de lavagem. Peças mais frágeis são lavadas de um modo e peças mais pesadas de outro. Alguns tecidos precisam de uma lavagem mais delicada e outros de uma lavagem mais hardcore. Mas como saber qual é qual?

§ Etiqueta incomoda mas tem serventia

Para saber como lavar uma peça de roupa específica, dá aquela olhadinha na etiqueta. Sim! Se você é dessas que corta logo a etiqueta fora, ‘tá na hora de pensar duas vezes. Elas pinicam, às vezes são enormes e a gente pensa que não serve para nada, mas você já reparou naqueles símbolos? Então, eles indicam como lavar a peça e indicam do que ela é composta. Seguindo direitinho você garante a durabilidade da peça! O chato é que nem todos eles são explícitos quanto ao significado, mas essa tabelinha vai ajudar:

simbolo-etiqueta-roupa

§ Fazendo estampas e cores durarem mais

Sabe aquelas roupas com estampas que a gente ama? A cor delas vai durar muito mais se você colocá-las do avesso na hora de lavar. O mesmo serve para o jeans! Um truque muito bom para não deixar que as peças desbotem é deixar de molho no vinagre branco (sim) – duas colheres por 15 minutos. É importante não colocar muitas peças que possam desbotar juntas, porque elas podem manchar umas às outras. Se tiver paciência para fazer com peças individualmente é melhor ainda e mais seguro. O mesmo pode ser feito com sal de cozinha, só que precisa de mais atenção. Use em água fria, misture bem e depois coloque a peça. É importante não exceder o tempo de 20 minutos de molho porque pode danificar a roupa.

§ Conservando as roupas brancas

Como a gente disse antes, nada de lavar branco com roupas coloridas, tá? Esse é o primeiro passo para que ela continue branca. Roupas brancas são mais ~complexas porque, com o tempo e o suor, elas amarelam mesmo! Então, tem que ficar de olho na etiqueta(sempre!) e no modo de lavar.

Algumas máquinas têm aquela opção de roupa branca que tira as possíveis manchas e sujeiras mais profundas, sem que você tenha que pensar muito a respeito. Você também pode fazer o processo de deixar de molho “longo” em um balde com água morna/quente porque vai ajudar a amolecer as fibras e soltar a sujeira com mais facilidade, mas é sempre bom verificar o tipo de tecido antes de fazer algum processo do tipo, viu? Uma receita caseira para desamarelar as roupas é o uso de bicarbonato de sódio + sal dentro do balde com água quente. É importante dizer que depois de tirar as roupas de molho, elas não vão direto para a corda secar, elas ainda vão para a máquina de lavar.

§ Conservando as roupas pretas

Roupas pretas desbotam e é notável. Para prevenir isso, a gente começa separando as roupas pretas das coloridas e das brancas. As roupas pretas não podem ser lavadas em água quente – elas podem encolher e desbotar com mais facilidade – e não é isso que a gente quer. É importante escolher o ciclo de lavagem suave para essa cor de roupa e lavá-las do avesso também é uma ótima opção. Ah, vale lembrar de não deixá-las secando diretamente no sol. O melhor lugar é uma sombrinha com vento.

Vale lembrar que: o tipo de lavagem depende muito do tecido, alguns só podem ser lavados à mão, por exemplo. Então, antes de tudo e de colocar qualquer dessas dicas em prática, leia a etiqueta. Mesmo!

Como limpar a prata de forma fácil

Vamos Receber ensina limpeza que mantém a conservação das peças

Quantas vezes me lembro de estar na casa de minhas avós ainda pequena ajudando a arrumar as louças e a prataria nos armários depois de um evento em família e também de limparmos juntas algumas pratas. Naquela época, eu sequer imaginava que a prataria seria algo tão presente no meu trabalho, com o Vamos Receber, e nem que herdaria delas as peças mais lindas.

Há um certo tempo, publicamos um post de como limpar a prata, onde mostramos algumas possibilidades e técnicas para manter a prata em sua melhor apresentação. Mas a busca por receitas novas e menos abrasivas para mantê-las limpas e conservadas não parou.

No final do ano passado, conhecemos os donos da St. James, empresa que é referência mundial em artigos deste material que tanto amamos. Também conhecemos a Luxe 4 Home – loja online dos mesmos donos da St. James! Em uma de nossas reuniões, descobrimos como eles limpavam a prataria e não tivemos dúvidas: precisamos desta receita urgente! Trata-se de uma mistura simples de álcool, amoníaco e silvo, que compartilhamos agora com vocês!

Confira abaixo os produtos necessários:

Como limpar a prata  (Foto: Julio Acevedo/ Karen Hofstetter)

Preparo e Limpeza:

1. Disponha o silvo e o amoníaco no litro de álcool e misture bem.

2. Molhe o algodão industrial com a mistura e limpe a prata.

3. Lave a peça limpa com água e sabão neutro. Pronto!